Manifestação dos Professores (08/11/08)

    Compartilhe
    avatar
    Friday
    Muahahahahaha
    Muahahahahaha

    Número de Mensagens : 1390
    Localização : Santo Tirso
    Prémios : <br> 3
    1
    0
    Data de inscrição : 13/01/2008

    Manifestação dos Professores (08/11/08)

    Mensagem  Friday em Sab Nov 08, 2008 2:48 pm

    Hoje deu-se a famigerada manifestação dos Professores, em Lisboa. Deixo aqui duas notícias sobre o assunto.

    Educação/Manif: Professores aprovam por unanimidade greve nacional a 19 de Janeiro

    Lisboa, 08 Nov (Lusa) - Cerca de 120 mil professores, 85 por cento da classe, aprovaram hoje por unanimidade a realização de uma greve nacional a 19 de Janeiro, caso o Ministério da Educação não suspenda o processo de avaliação de desempenho.

    Esta é uma das medidas constantes da resolução aprovada no final da manifestação realizada hoje em Lisboa na qual participaram 120 mil docentes, segundo os sindicatos.

    Já a PSP recusou avançar os números do protesto, alegando ser impossível fazer um cálculo "dada a dimensão do protesto".

    Às 17:30, os manifestantes formavam uma fila compacta entre o Marquês do Pombal e a Praça do Comércio.

    De acordo com a moção aprovada no final da manifestação, fica agendada a realização de protestos descentralizados nas capitais de distrito na última semana deste mês e uma nova marcha nacional ainda durante este ano lectivo.

    Além da suspensão imediata do processo de avaliação de desempenho, os professores exigem o início de novas negociações para alterar o modelo proposto pelo Ministério da Educação, bem como para uma revisão do estatuto da carreira docente.

    A Plataforma Sindical dos Professores decidiu ainda abandonar a comissão paritária de acompanhamento da aplicação do modelo de avaliação.

    Sobre o estatuto da carreira docente, os professores querem que seja eliminada a divisão da profissão em duas categorias hierarquizadas e "todos os constrangimentos administrativos à progressão na carreira".

    MLS/JPB/VAM.

    Lusa/Fim

    Retirado de: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=1041301

    Educação/Manif: Professores prometem "guerra o ano todo" e admitem antecipar greve nacional

    Lisboa, 08 Nov (Lusa) - O porta-voz da Plataforma Sindical de Professores declarou hoje não haver "entendimento possível" com o Ministério da Educação (ME) e prometeu "luta o ano todo", admitindo antecipar a greve nacional convocada para Janeiro.

    "Ou o ME suspende a avaliação de desempenho, avança para a negociação, encontramos um outro modelo e o ano lectivo prossegue normalmente, ou o Ministério assume que vai ter luta o ano todo. Se querem guerra, guerra terão", declarou Mário Nogueira, no final da manifestação que hoje reuniu em Lisboa cerca de 120 mil docentes, segundo números dos sindicatos.

    De acordo com o dirigente sindical, vão realizar-se novas manifestações nacionais este ano lectivo e a greve agendada para 19 de Janeiro deverá ser antecipada, ocorrendo ainda no primeiro período de aulas, caso o processo de avaliação de desempenho não seja imediatamente suspenso.

    "Neste momento, não há espaço para meios-termos e não há entendimento possível. Da nossa parte, não há nenhuma abertura para nada que não seja a suspensão imediata", adiantou o porta-voz da plataforma sindical, acusando a ministra de sofrer de "analfabetismo político", por não ter "capacidade democrática para interpretar o significado das manifestações".

    Considerando "inadmissível" que a ministra da Educação tenha hoje recusado suspender a aplicação do modelo de avaliação, o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (FENPROF) apelou ainda aos docentes para serem eles a fazê-lo, na prática, parando nas escolas todos os procedimentos relacionados com este processo.

    Segundo a organização, o protesto de hoje, convocado por todos os sindicatos do sector, reuniu cerca de 120 mil professores, superando a manifestação de Março, até agora a maior alguma vez realizada em Portugal por uma única classe profissional.

    Já a PSP recusou adiantar números, alegando não serem possíveis de calcular, "dada a dimensão do protesto".

    JPB/MLS.

    Lusa/Fim

    Retirado de: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=1041313


    Esta manifestação mobilizou os professores. Os números falam por si, foram muitos docentes a protestar. Esta semana também houve uma greve geral dos alunos. Pelos vistos todos estão um pouco descontentes com o ensino actual em Portugal.

      Data/hora atual: Qui Set 20, 2018 4:19 am